Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Austrália

Austrália

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Austrália Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópicos Cidades:
  Adelaide
  Brisbane
  Byron Bay
  Cairns
  Canberra
  Capricorn Coast
  Fraser Island 
  Geelong
  Gold Coast
  Hervey Coast
  Newcastle
  Northern Territory
  Perth
  Sunshine Coast
  Sydney
  Tasmania
  Townsville
  Whitsundays
  Seguros
  Transportes

 

 

Link Patrocinado

     Melbourne

Click for Melbourne, Victoria Forecast

 Melbourne fica situada no estado de Victoria na latitude 38º 50' Sul. Melbourne é a segunda maior cidade da Austrália, sendo um pouco menor do que Sydney em população, porém maior em extensão. Melbourne conta com cerca de quatro milhões e meio de habitantes, e continua crescendo principalmente pelo seu enorme mercado de trabalho. O centro da cidade encontra-se dentro de um retângulo perfeitamente desenhado, onde funcionam sedes das maiores empresas Australianas e multinacionais. Saindo deste retângulo, a cidade torna-se baixa com construções de um ou dois pavimentos somente, e extende-se  literalmente por horas de carro, para percorrer os subúrbios de um extremo ao outro. Melbourne não tem muitos morros, montanhas, ou belezas naturais servindo de pontos de referência, e por isso apresenta uma paisagem monótona e repetitiva, sem atrativos para os olhos. O Yarra River corta a cidade em duas metades, sendo a parte que fica à leste chamada de Southbank, onde encontram-se muitos Cafés, Restaurantes, e o Crown Casino.

.

Melbourne é conhecida por seu clima indócil de extremos, com constantes mudanças de temperatura durante o dia, e que levam qualquer um à loucura. Não é incomum acordar em pleno verão com temperatura de 16 graus, e quatro horas depois essa temperatura chegar aos 44 graus, caindo e subindo que nem uma montanha russa. Um dia lindo de sol e de vento morno, pode ceder lugar para um vendaval com chuvas e frio, vindos diretamente do polo sul e feitos na medida para pinguim nenhum botar defeito. Os habitantes já acostumados, sempre mantêm um casaquinho e um guarda-chuva na mala do carro para eventuais orgasmos climáticos. A temperatura da água do mar na baia de Port Phillip, também agrada muito aos pinguins e focas da região, e a praia de domingo, ou um picnic no parque, pode se transformar em programa de índio num piscar de olhos, se você não consultar a metereologia no dia anterior.

.

Em compensação, a cidade é culturalmente a mais diversificada em toda a Austrália, com imigrantes de todas as nacionalidades, numa mistura saudável de idiomas, credos e estilos de vida, único no mundo. Chinglish, Greglish, Espinglish, Itinglish e até mesmo Portinglish, são as linguas mais faladas em consequência das imigrações Chinesa, Grega, Espanhola e Italiana para a cidade. Existem áreas como o bairro de Clayton por exemplo, que ao se andar pelas calçadas, a pessoa se sente num daqueles documentários de TV que mostram figuras estranhas e personagens bizarros de todas as partes do planeta. Por três semanas que estive em Melbourne, encontrei 5 entre 10 pessoas falando Inglês com sotaque carregado, muitos beirando a incompreenção total. Essa diversificação cultural, promove uma cidade vibrante e com características que fazem muitos não apreciarem Melbourne, e outros adorá-la. Melbourne apesar de ser grande e populosa é uma cidade fácil de se locomover, e principalmente é uma cidade muito bem organizada.

.

A principal diversão de alguns habitantes que conheci, é trabalhar durante a semana, e falar de negócios nas horas de folga. Aliás, Melbourne é um dos locais na Australia mais fáceis de se conseguir trabalho, devido ao grande número de empresas, restaurantes, fábricas, importadoras, e biroscas espalhadas pela cidade. Eu até arriscaria dizer que no quesito oferta de emprego, Melbourne supera Sydney de longe. Em compensação, o tempo médio para se ir e voltar ao batente, é de 1 hora e 10 minutos. Uma eficiente rede de trens, trams (chamados de Bondes no Brasil) e ônibus, oferecem transporte público para qualquer subúrbio da cidade até meia-noite, 7 dias por semana. Passes conjugados para horas/dia/semana inteira, estão disponíveis, incluindo concessão para estudantes. Em final de Janeiro de 2003, me custou A$ 8,50 o passe para um dia inteiro com ilimitadas baldeações. Taxis são caríssimos em razão das grandes distâncias a serem percorridas, mas provavelmente você não precisara deles, pois o transporte público cobre qualquer área, além de ser barato.

.

O principal esporte praticado pela população é o Golf e o "comer fora", de preferência num local que tenha um joguinho por perto acompanhado de um vinho local. O Crown Casino, foi o casino mais lotado que ja entrei na minha vida, pois além de uma beleza imponente, o número de gente jogando num domingo às 8 horas da noite foi simplesmente de cair o queixo. Saindo do centro, um dos bairros mais badalados nas imediações de Melbourne, é o famoso St. Kilda (foto). Esse bairro fica à 25 minutos de Tram do centro da cidade, e possui uma rua somente com Cafés elegantes, onde as mesas são postas nas calçadas e os preços nas alturas. A praia apesar de um pouco mixuruca, dá prá quebrar um galho, é bastante limpa, e frequentada principalmente aos domingos, por pessoas cujo metabolismo desconhece água fria. St.Kilda, tem atraído muitos turistas e estudantes para residir, mas os preços não são lá grandes coisas. Por exemplo, um prato de Macarrão com carne moída (vulgo Spaghetti Bolognhesa) custa algo em torno de A$ 15.00. Comida em Melbourne (qualquer parte) é cara, e o melhor negócio, é comprar a dita cuja nos supermercados, e preparar em casa, incluindo sanduiches prontos para o trabalho, curso, ou passeio. Uma opção razoável em Melbourne, são os restaurantes tipo Buffet, que cobram cerca de A$ 16.00 por cabeça. Neles, você pode comer até vazar, com sobremesa incluída. Melbourne pode ser descrita como a cidade Restaurante, e você tem todas as culinárias do mundo ao seu dispor, incluindo Churrascaria Brasileira e Cantina Portuguesa, oferecendo churrascos, bolinhos de bacalhau, e quitutes para afastar as saudades de casa. Em qualquer parte, existem restaurantes de alto nível, com a continha proporcional ao gabarito.

.

O centro da cidade é o melhor e o mais legal lugar em Melbourne, com muitas coisas interessantes incluindo construções antigas Victorianas contrastando com construcoes modernissimas, muitos Museus, Cinemas, Teatros, Shopping Centres, muitas Igrejas, e uma atmosfera comospolita relaxada. Ao chegar em Melbourne, você não deve deixar de subir o prédio conhecido como Melbourne Observation Deck (foto). Este prédio com algo em torno de 260 metros de altura, possui uma área envidraçada no penúltimo andar, onde se tem 360 graus de vista da cidade e subúrbios. A subida de elevador custa em torno de A$ 12.00, e fica nas esquinas da Colins Street com Kings Street. (A foto no topo dessa página foi tirada do alto da torre). Outra coisa que vale a pena, e ainda por cima é grátis, é o Tram vermelho que circula no centro da cidade por todo o perímetro urbano. Você pode subir e descer quantas vezes quizer nas diversas paradas, e o dito tem o número "00" no letreiro frontal. Outros Trams bem mais modernos, servem diversos subúrbios incluindo um modelo novo que parece um trem bala (veja a terceira foto para cima). Tanto pode-se comprar um passe, como pode-se comprar o bilhete dentro dos Trams, através de uma máquina emissora de bilhetes mais parecida com um telefone público e que por acaso só aceita moedas. Separe dinheiro trocado, pois o Tram não tem cobrador ou trocador. Viajar num Tram sem bilhete, acarreta multa de A$ 2000 caso te peguem, mas eu vi um monte de gente que entrou e saiu sem a devida contribuição.

Atrações turísticas nas imediações de Melbourne

  • Great Ocean Road - um dos locais mais bonitos na Austrália, fica à cerca de 3 horas de carro para o sudoeste de Melbourne, e consiste de uma estrada que beira o mar, de onde avistam-se falésias que recortam a costa formando arcos e cavernas marinhas. 12 pilares que emergem do mar como estátuas gigantes são conhecidos como os 12 apóstolos. Classificação: imperdível.

  • Phillip Island - Locazilada à pouco mais de 2 horas à sudeste de Melbourne, a Phillip Island possui atrações naturais das mais interessantes. Colonias de Pinguins, Koalas, kangurus, enseadas repleta de focas, e um mar espetacular para pescarias além de praias pristinas. Um dos pontos altos é a famosa "Pinguim Parade" que ocorre no final do dia quando os pinguim desfilam em fila indiana pela praia. Classificação: Imperdível.

  • Bells Beach - Fica à 1 hora e meia para Sul de Melbourne. Essa praia é uma das mais famosas para Surf na Austrália e renomada mundialmente. A onda para a direita é muito veloz e longa, além de perfeitíssima. A cidade de Torquay fica em frente, e é a sede da fábrica da Billabong. Classificação: Imperdível para os Surfistas.

  • Blue Dandenong, Cattle farm, Sheep Shering, Puffing Billy - Começando pelo último, é um passeio em locomotiva à vapor pelos campos ao norte de Melborne. Nesse circuito, você poderá ver as montanhas azuis de Dadenong, além de fazendas de gado e tosquiamento de ovelhas. Classificação: Dispensável.

  • Passeio de Barco pelo Yarra River e Aquário de Melbourne - Ambos muito interessantes porém, dispensáveis se o tempo ou a grana forem curtos.

  • Grampians National Park - Este parque nacional com montanhas e desfiladeiros muito bonitos, fica à 2 horas a Nordeste de Melbourne. Várias cachoeiras como a belíssima McKenzie Falls, valem o dia de visita.

  • Mt.Buller - Famosa estação de Esqui e esportes de neve. Fica também a Nordeste de Melbourne na fronteira com o estado de New South Wales. Todo o equipamento para esquiar na neve pode ser alugado no local por preços razoáveis. Classificação: So no inverno ( julho - Agosto), pois no verão só tem pedra.

  • Melbourne City Centre - No centro de Melbourne você irá encontrar  diversos museus, galerias de arte, cinemas, construções antigas e modernas, Cafés, Restaurantes, Shoppings, e um mundo para você desbravar. Classificação: imperdível.

  • Melbourne Zoo & Botanic Gardens - Tanto o Jardim Zoológico como o Jardim Botânico valem uma visita. Custa pouco, e é de fácil acesso.

Mais sobre Melbourne...

O trabalho em Melbourne e tão duro, que faz algumas pessoas virarem estátua no meio da rua. De qualquer forma, é uma das melhores cidades na Austrália para se ganhar dinheiro.
Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.