Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Austrália

Austrália

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Austrália Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópicos Cidades:
  Adelaide
  Brisbane
  Byron Bay
  Cairns
  Canberra
  Capricorn Coast
  Fraser Island 
  Geelong
  Gold Coast
  Hervey Coast
  Melbourne
  Newcastle
  Perth
  Sunshine Coast
  Sydney
  Tasmania
  Townsville
  Whitsundays

 

 

Link Patrocinado

 Northern Territory

Click for Darwin, Northern Territory Forecast

 O Northern Territory, Austrália compreende grandes extenções de terras que vão desde o Centro-Norte da Austrália até o coração do continente. Essa região não tem status de Estado, e é considerada oficialmente um Território, porém com governo autônomo, e com algumas leis diferentes dos demais estados. A parte Norte, é bastante tropical e húmida, enquanto o centro, é totalmente desértico e seco. Apesar de desértica e com densidade populacional das mais baixas na Austrália, a região preserva sitios Aborígenes de grande valor histórico e cultural, além de vales, monolitos gigantes de pedra, crateras de meteoros, e um monte de surpresas que atraem milhões de turistas anualmente. O Northern Territory juntamente com o Estado da West Austrália, é uma das últimas regiões no planeta ainda pouco exploradas, que recebem muito bem o turista, tanto o viajante aventureiro, quanto os que querem ver lugares inexplorados com conforto e infra-estrutura da cidade.

.

Darwin é a principal cidade do Northern Territory, e foi quase totalmente destruida pelo Ciclone Tracy no dia 25 de Dezembro de 1974, com ventos que chegaram a 280 Km por hora, e demoliu de uma só passada mais da metade das residências da cidade. Por isso, o visitante irá encontrar uma cidade inteiramente nova e reconstruida, com arquitetura moderna, população jovem e mesclada, e com etinías de várias parte do globo, principalmente da Ásia. A cidade também foi atacada 64 vezes pelos Japoneses durante a Segunda Guerra Mundial, e algumas lembranças desse período ainda podem ser encontradas nas imediações. O mar nessa área pode ser perigoso para o banhista, principalmente de Novembro a Maio, durante a temporada de Box Jellifish. Crocodilos de água salgada também estão presentes na região, e não discriminam nacionalidades com diversas casualidades à cada ano. O mar não é tão piscoso como nas águas mais frias ao Sul da Austrália, porém tem muito "Barramundi", (semelhante a um Robalo). O peixe tem sabor maravilhoso, com carne branca, e se tornou um dos mais cobiçados e requisitados nos restaurantes em toda a Austrália. A cidade é de fácil locomoção, e conta com excelente infra-estrutura de transportes, hoteleira, e de turismo. A distância entre Darwin e a cidade de porte mais próxima no Northen Territory (Alice Springs) é de 1500 km aproximadamente, por isso, muitos turistas e viajantes ficam mais tempo em Darwin para descansar e se preparar para enfrentar a estrada. Darwin é servida diariamente por vôos provindos das principais cidades Australianas, e também internacionais.

.

 Uma das atrações não muito longe de Darwin, é o Kakadu National Park (foto). O Parque, abrande uma vasta área de floresta cortada por vários rios, e com nomes sujestivos como, South Alligator River, West Alligator River , além do famoso East Alligator River. Deixando o jacaré (alligator) de lado, é importante compreender o significado dessa linda região que é listada como Patrimônio da Humanidade. O Kakadu National Park, demanda tempo para apreciar as belezas do terreno, com formações rochosas belíssimas, e exuberante vegetação repleta de animais nativos. Os Aborígenes que habitam a região há mais de 40 mil anos, ainda marcam presença na região, e é possível aprender sobre os poderes de cura de plantas medicinais nativas, bem como ver shows de danca, ou exibições com os enormes crocodilos de agua salgada. Tres pontos altos dominam uma visita ao parque: A fauna e flora, o terreno, e a cultura indígena. Na Ubirr Rock, você poderá ver, inúmeras pinturas Aborígenes nas pedras, que contam a história da vida dos ancestrais. Essas histórias contadas nas pedras, foram efetuadas por várias gerações diferentes, e retratam perfeitamente a diferença no estilo de vida de cada geração, incluindo registros de inundações que ocorriam normalmente entre os meses de Outubro e Março, fazendo com que os habitantes procurassem terras mais altas para se abrigar (no caso as altas rochas com cavernas naturais encontradas no Kakadu National Park).

.

Deixando a periferia de Darwin, e descendo pela Stuart Highway na direção do coração do continente, o primeiro ponto de interesse, e que também não deve ser perdido, é o Nitmiluk National Park (foto). O Parque é acessado através de estrada asfaltada à partir da cidadezinha de Katherine, e é formado por vários desfiladeiros de baixa altitude que formam diversos lagos cada qual mais bonito e convidativo que o outro. O local encanta por ser um oásis em meio a terras áridas, e se extende por mais de 10 Km, em diferentes níveis com lindas cachoeiras e locais para se refrescar do calor. Existem passeios de barco, e barcos para aluguel, onde você pode apreciar de perto as escarpas e platôs. No local existem áreas para camping, e um painel com informações sobre todas as trilhas e locais interessantes do parque. Dessa parte da estrada até Alice Springs, é somente chão e deserto para percorrer, sem muitos atrativos, a não ser a pequena cidade de Tennant Creek, onde muitos viajantes aproveitam para pernoitar. Por todo o trecho até "Alice", você irá dirigir com a estrada separando ao meio dois grandes desertos Australianos, o Tanami Desert, e o Simpson Desert.

.

A cidade de Alice Springs, é um Oásis no meio do deserto, com toda infra-estrutura necessária para se recuperar da viagem. Encontra-se todos os tipos de acomodação por todos os preços desde Resorts com mais estrelas que o céu, até o mais singelo camping. A cidade fica protegida por uma barreira de montanhas, sendo muito bonita e bem planejada. Conta com um ótimo aeroporto, e tem muitos atrativos turísticos como passeios de camelos pelo deserto, passeios em motos com 4 rodas para terrenos arenosos, e um dos passeios mais legais, é ver a região de cima, à bordo de um balão (foto acima). Esses tours, são um pouco caros, mas compensam cada centavo que se paga. O Deserto que circunda a região, também guarda muitas surpresas para o viajante, principalmente no que diz respeito as famosas formações rochosas, que aparecem de repente no meio do nada. Muitas dessas formações, são consideradas sagradas e mágicas por muitos habitantes e Aborígenes da região. 

.

Uma dessas formações, é o Chambers Pillars, no Simpson Desert (foto ao lado). A paisagem durante o pôr do sol é algo fora desse mundo, pois devido ao tipo de rocha, reflete a luz solar, dando a impressão de estarem acesas e em brasa. Essas cores variam de acordo com a incidência solar, durante as diferentes horas do dia, mudando constantemente o perfil, e até mesmo a forma do monumento. Na medida que o sol vai se pondo, a rocha vai tornando-se acinzentada, variando por todos os espectros de cinza, até se tornar totalmente negra. A paisagem é quase que extra-terrestre, se não fosse por uma meia dúzia de arbustos. 

.

Depois de Alice Spring e continuando viagem para o Sul e para Oeste pela Lasseter Highway até quase a fronteira com o estado de South Austrália existem duas outras formações de rocha que são consideradas sagradas pelos Aborígenes. Ambas atraem milhões de turistas à cada ano para conhecê-las. A primeira é Kata Tjuta  também conhecida como The Olgas (foto). As Olgas são um pouco menores que sua vizinha Ayers Rocks ou Ululu, e tem cerca de 545 metros de altura contra 350 de Uluru. As Olgas tem formato mais arredondado, e uma trilha contorna a circunferência dos rochas, com alguns lugares para picnic. Outras trilhas passam entre as rochas, sendo a que vai para o Valley of the King a mais interessante.Tanto nas Olgas quanto em Ayers Rock, e tambem em Chambers Pillars, o mesmo fenômeno do pôr do Sol acontece. (Compare a foto deste parágrafo com a do topo que inicia a página. São a mesma formação em diferentes horas do dia).

.

Uluru ou Ayers Rock, tem cerca de 3,5 Km de comprimento e é considerada a maior peça de rocha solta na face da terra. A Rocha tem uma significancia cultural muito grande para o povo Aborígene, que viveu no local em diversas cavernas encravadas na pedra. Hoje, os Aborígenes são donos desse parque nacional. Para visitar Uluru, precisa-se de bastante tempo, senão muitos dias, pois a quantidade de trilhas e locais para percorrer é muito grande, levando-se literalmente o dia inteiro para conhecer tudo. Note que durante o verão a temperatura pode facilmente chegar aos 40 graus, por isso, tenha sempre água e beba quantos litros for necessário para afastar o perigo de desidratação. Se for subir Uluru, lembre-se que ela é extremamente escorregadia, principalmente em dia de chuvas, formando várias pequenas cachoeiras e olhos d'água por diversos orifícios. Diversas pessoas já cairam das pedras, com vários casos fatais. Esta precaução, aplica-se a qualquer rocha na região.

O Northen Territory tem uma infinadade de outras atrações espetaculares para se conhecer, que infelizmente ocupariam um web site inteiro. O turista que visitar a região, será recompensado com uma das mais belas e deslumbrantes paisagens na Terra. Por isso, em sua visita à Australia, não perca o Northen Territory de maneira alguma. Você pode viajar confortavelmente de avião sem precisar atravessar desertos, e fazer cidades como Darwin e Alice Springs sua base de partida para tours diários.

Nota: Para cruzar os desertos da Austrália, o motorista tem que tomar algumas precauções. Se for dirigir por período continuado, fique atento principalmente com os Road trains que são carretas com 3 ou mais vagões à reboque cujo deslocamento de ar provocado pela passagem, pode tirar um veículo da estrada. (Ainda por cima quando cruza-se com um comboio com vários Road Trains). Lembre-se também que no deserto as temperaturas variam de graus negativos durante a noite, à temperaturas escaldantes durante o dia. Por isso recomendamos que levem uma bombona com pelo menos 20 litros de água, casacos e cobertores, ferramentas, combustível extras, além de mangueiras sobressalentes, correias para o motor, repelente contra insetos, comida, etc...

Mais sobre o Northern Territory...

Pessoal, Luizão queria uma foto sentado em cima do cupinzeiro, e caiu lá dentro... E agora?

Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.